domingo, 22 de novembro de 2009

Diversos

Esta semana estiveram de PARABÉNS o nosso Miguel S. no dia 16, e a professora Hélia do Despertar Religioso no dia 21.



Feliz Aniversário



Não houve aula de música na segunda-feira dia 16, porque o professor Samuel estava doente, as suas melhoras.



As próximas mensagens do blog referem-se à semana de 16 a 21 de Novembro.

Direitos das Crianças

Esta semana comemorou-se "Os direitos das Crianças", no dia 20 de Novembro.

Na nossa sala conversámos sobre esse assunto e foi mostrado às crianças o livro "Direitos da Criança" da editora everest, da autoria de Maria João Carvalho, com ilustrações de Carla Nazareth. Um Livro bonito cheio de cor e que num texto simples mostra às crianças os seus direitos consagrados universalmente.

O Natal está a chegar

Esta semana já começámos a fazer trabalhos relacionados com o Natal. Para quando chegar o mês de Dezembro a nossa sala ficar bem bonita.

Este ano a nossa Instituição vai participar na Fil Natalis, vai lá ter um stand onde vai vender artigos feitos pelas crianças e adultos da Instituição. A Natalis vai decorrer de 5 a 13 de Dezembro. Quando soubermos mais detalhes informaremos.







Novas aquisições

Esta semana recebemos brinquedos novos para enriquecer as nossa áreas...







Para a garagem recebemos estes elementos




A nossa mesa da casinha está muito composta, não acham?


Estes são os elementos que recebemos para esta área.








Ainda não temos tudo o que desejámos, mas estamos contentes com o que recebemos.

As áreas da nossa sala

A nossa sala está dividida por áreas de trabalho e de diversão, vamos mostrar-vos quais são essa áreas:


Área das Construções



Aqui construimos torres, casas, carros, aviões,levamos animais a passear, aqui fazemos o que a nossa imaginação ditar e gostamos muito de aqui brincar...





Área de Jogos de Mesa


Aqui estão os dóminos, puzzles, lotos, jogos de encaixe, jogamos nas mesas e ás vezes no chão, sozinhos ou acompanhados.


Área de trabalho


Nestas mesas efectuamos os nosso trabalhos.





Área da casinha


Aqui brincamos ao faz-de conta. Imitamos os adultos, nas suas tarefas diárias.


Material de apoio às actividades



Área da Garagem

Aqui brincamos com carros, motas, aviões, etc. fazemos percursos, inventamos...


Área da Biblioteca
Ainda não sabemos ler, mas gostamos de ver as imagens, fingir que lemos, desfolhar livros e revistas e imaginar...


Em todas estas áreas a criança estimula a sua imaginação, a sua criatividade, brinca ao faz-de-conta, imita, transforma... Aprende a lidar com os outros, a gerir conflitos, a organizar-se, a arrumar o que desarruma, a ser cooperante, vivência situações de vida prática, socializa-se e a brincadeira é uma aprendizagem continua.

Na barriga da mãe



No último dia da semana temos o hábito de ver um filme. Nesta 6ª feira vimos um filme diferente (edição do correio da manhã,"vida no ventre" da National Geographic. Vimos excertos de dois dvd´s que mostravam o bebé humano e bebés animais na barriga das mães.

Estiveram com muita atenção, fizeram algumas perguntas "porque é que tem os olhos fechados?", "como é que ele come?", "como é que o pai deu a semente à mãe?", fizeram comentários " a mãe quando tem o bebé na barriga fica gorda!", "a mãe e o pai estão contentes!", "ter um bebé é ter filhos.", "o bebé sai da barriga.", "o bebé está dentro de água."

Respondi às suas perguntas de forma simples.
- Os bebés dormem muito.
- A mãe come e passa alguns alimentos para o bebé através do cordão umbilical.
- O pai e a mãe gostam muito um do outro, depois decidem que querem ter um bebé, ficam muito juntinhos a namorar e desejam que a sementinha encontre o óvulo.
Não foram pedidas mais explicações.

Gostaram de ver as imagens de alguns animais na barriga das mães, as fémeas. Vimos o golfinho, o elefante e o cão.

Depois ainda tivemos tempo de ver alguns episódios do Noddy.

sábado, 14 de novembro de 2009

Identificação Sexual

Começamos a semana a falar sobre quem somos. Como nos chamamos. Os nomes de menina, os nomes de menino. O que é igual nas meninas e nos meninos, o que é diferente. Também aprendemos que as meninas, raparigas, mulheres, são do sexo feminino. Os meninos, rapazes, homens são do sexo masculino.
Que nos animais diz-se de outra maneira, são os machos e as fêmeas. Que há animais que o nome muda, por exemplo, Vaca/Boi e que outros não como por exemplo, o elefante, que se diz macho elefante ou fêmea elefante.
Descobrimos que os nossos órgãos genitais são a maior diferença (nesta idade). Que nos meninos a pilinha também tem o nome de pénis e que nas meninas o pipi também tem o nome de vagina. E todos já sabiam que só as mães é que podem ter bebés, porque tem dois óvulos (ovos como eles disseram) e que os pais têm as sementes nos testículos (texiculos disseram eles). Este assunto foi abordado de forma natural, sem preconceitos e com interesse e curiosidade por parte das crianças. Esta temática faz parte do crescimento da criança e o conhecimento que a criança tem do seu corpo, das possibilidades deste, a consciência de si mesmo, é uma aprendizagem contínua.
As imagens que se seguem foram apresentadas na sala e encontram-se expostas.
Posteriormente as crianças elaborarão um trabalho onde cada uma terá de vestir a sua figura, aquela que se relaciona com a sua identificação sexual. Mas como na próxima semana iremos dar inicio aos trabalhos relacionados com a temática do Natal, provavelmente só voltaremos a este tema em Janeiro.
Imagem de uma figura do sexo feminino

Imagem de uma figura do sexo masculino

Ficha de trabalho " Fazer uma linha fechada de cor verde para as figuras do sexo feminino/meninas e fazer uma linha fechada de cor laranja para as figuras do sexo masculino/meninos."



Ficha de trabalho: "Quantos meninos há na nossa sala?", "Quantas meninas há na nossa sala?"


Fizemos jogos explorando esta temática. Cada menino teve de dar a mão a uma menina e observar quem ficava sem par. Nesta fase descobrimos que um menino ficava sem par, concluindo então que havia mais meninos que meninas ou que havia menos meninas que meninos. (neste dia não estavam todos presentes, há crianças a faltar por motivo de doença).

Contar os meninos, contar as meninas, quantos são...? (ao todo na sala)

Cada menina tinha uma peça de lego encarnada, cada menino tinha uma peça de lego amarela com as quais construimos duas "torres", verificando-se que a "torre" amarela tinha mais duas peças que a encarnada. Concluindo que na nossa sala há mais meninos que meninas, dois, ou que há menos duas meninas. Ao todo são treze meninas e quinze meninos. Agora vamos ser capazes de colocar isso por escrito, ou melhor em desenho?? Claro que sim, com o apoio da educadora lá foram contando e acrescentando tantas bolinhas ou círculos quantos são os meninos e as meninas.


Estes trabalhos desenvolvem, o raciocínio lógico mental, a cooperação, formulam-se questões, põem-se hipóteses, experienciamos,buscamos resultados,o sentido de número, a aprendizagem da quantificação, a contagem, as noções matemáticas "mais" do que, "menos" que, o controle óculo-motor, a motricidade fina, a possibilidade dos objectos...

Construir, fazer, divertir, experimentar, aprender






















São Martinho



No dia de S. Martinho ao lanche comemos castanhas cozidas e pão com manteiga e bebemos sumo. A Amélia e a Fernanda ajudaram a descascar, mas a verdade é que nós fomos capazes de as descascar sem ajuda. Afinal estamos a ficar crescidos.

História do S. Martinho

"História do São Martinho"

Há muito, muito, muito tempo atrás. No tempo em que havia Reis, Rainhas, Príncipes e Princesas de verdade, no tempo em que havia muitos castelos, viveu um soldado de nome Martinho e esta é a história que contam...
Num dia de muito mau tempo, num dia de muita chuva, vinha o Martinho de uma batalha, em cima do seu cavalo, quando ouviu uma voz. Essa voz vinha de um mendigo (mendigo é um pobre). O homem pediu-lhe ajuda. Martinho desceu do seu cavalo e perguntou-lhe:
- Que desejas pobre homem?
- Tenho frio e tenho fome, podes ajudar-me? (disse o mendigo)
- Sabes, esta capa que trago não é minha de todo, parte pertence ao exército a que pertenço, mas a minha parte dou-te de boa vontade. (respondeu o Martinho)
Assim sendo, pegou na sua espada e cortou a metade da capa, que era vermelha, e deu-a ao pobre, para que este não sentisse frio.
- Para te saciar a fome, pouco mais tenho que estas castanhas (disse Martinho, mostrando uma bolsa onde as trazia), mas podemos partilhá-las, vamos encontrar um abrigo e alguns paus secos para que possamos fazer uma fogueira e assá-las para as comermos. (e lá foram os dois)
De repente algo mágico aconteceu... No céu as nuvens começaram a desaparecer e deram lugar ao sol, que apareceu brilhante e cheio de calor. Deste modo Martinho e o mendigo já não tiveram mais frio e foi mais fácil assar as castanhas.

Dizem que isto aconteceu porque Deus e Jesus ficaram contentes com as acções do soldado Martinho, pois este ajudou quem precisava não se importando de partilhar o que tinha. E desde então ficou a tradição de neste dia se comerem as castanhas e normalmente neste dia o sol dá sempre um "ar da sua graça" estando por vezes um dia mais quente que o habitual, ao que as pessoas chamam "Verão de São Martinho".

Esta história segue traços da original mas foi adaptada por mim, de modo a que eles entendessem a sua mensagem. É muito importante que as crianças saibam partilhar e respeitar os outros apesar de estes por vezes serem diferentes.

Relacionada com a história coloriram um desenho onde aparece o S. Martinho de capa e espada á frente de um castelo.

São Martinho

Na quarta-feira dia 11 de Novembro comemoramos mais um S. Martinho. O que fizemos:


Contei-lhes a História do S. Martinho e depois ... Uma surpresa!


Levei para a sala a minha actifry onde confeccionamos castanhas (já descascadas). Não adicionamos nenhum ingrediente, foi o mais natural possível. As castanhas ficaram deliciosas e eles acharam o máximo observar as castanhas a serem confeccionadas.





Árvore da família

A nossa sala vai ficar bem bonita e familiar quando expusermos todas as nossas árvores. Esta é a nossa árvore ainda sem fotos que todas as crianças levaram para casa, a qual deverá ser entregue até ao dia 27 de Novembro com as fotos da família.
Obrigada, desde já, pela realização deste trabalho.


domingo, 8 de novembro de 2009

Instrumentos de Trabalho da sala

Na nossa sala chamamos intrumentos de trabalho ao Mapa de Presenças, ao Calendário do Tempo que também inclui a data, às Regras da sala, aos Aniversários. Em breve vamos ter outros, depois mostramos.
O Mapa de Aniversários foi feito de acordo com as estações do ano.
Amigos que fazem anos no Verão.
Amigos que fazem anos na Primavera.
Amigos que fazem anos no Inverno.

Amigos que fazem anos no Outono
Mapa do Tempo, quem marca são os ajudantes de sala. Ficamos a saber: Que tempo faz? Que dia é? Que mês? Que ano? Que estação? É muito completo e fornece muita informação, que a pouco e pouco vão assimilando. Trabalha também vários conceitos incluido os matemáticos.





Mapa de Presenças (todos os dias as crianças marcam a sua presença com uma bolinha verde e o ajudante de sala marca as ausências com uma bolinha amarela). Este mapa é uma tabela de duas entradas em que se trabalham vários conceitos matemáticos.


Trabalhos que realizamos

Colorir, recortar e colar. Que bonitas ficaram estas folhas de Outono


Massa de cor (rosa)


Contorno de frutos de Outono (que provámos na sala)

Pintura Livre